Como Escolher um Suplemento de Proteína


Mais conhecido como Whey, os suplementos de proteína de soro de leite encontram-se entre os mais vendidos em todo o mundo, devido seus conhecidos benefícios no aumento e manutenção da massa muscular.

Como Escolher um Suplemento de Proteína

É raro alguém treinar e não tomar algum suplemento de proteína, por isso nos últimos anos, a procura por suplementos de whey disparou, tornando a matéria-prima necessária para o sua fabricação mais cara.

Neste artigo você aprenderá a distinguir um bom, de um mau suplemento de whey protein, não se baseando apenas em preços.

Atenção à quantidade de proteína no produto

Um suplemento de proteína não contém apenas proteína, também há carboidratos e gordura, entre outros ingredientes. Por isso deve-se olhar com atenção para a informação nutricional do produto. Um bom suplemento de whey deve conter, no mínimo 70% de proteína por 100g de produto (case se trate de um whey protein concentrado)

Atenção ao perfil de aminoácidos

Não basta olhar para a quantidade de proteína que o produto oferece, e necessário também verificar o aminograma do produto. O aminograma é a tabela que indica todos os aminoácidos presentes no suplemento de proteína, bem como suas quantidades.

Um dos fatores mais importante no whey é a quantidade de aminoácidos essenciais, especialmente BCAAs, que ele oferece.

Os BCAAs como leucina, isoleucina e valina, merecem uma atenção especial pois são os aminoácidos que se encontram em maior quantidade no tecido muscular e um deles, a leucina, é o principal responsável por ativar a síntese protéica, o processo que nos vai permitir ganhar massa muscular.

Um bom whey deve conter pelo menos 30% de aminoácidos essenciais, onde 15% devem ser BCAAs.